Quais os principais tipos de publicidade? Conheça os 11 mais usados

A qualquer hora do dia, estamos expostos a uma série de informações. Da internet à TV, do rádio ao celular e, uma forma de comunicação que nos conquista é a publicidade. Claro que, quanto mais criativa, mais persuasiva ela é. Enfim, você precisa saber que são inúmeros os tipos e as estratégias de publicidade.

Aliás, vale lembrar que essa área da Comunicação tem um papel essencial para manter nossa economia aquecida. Isso porque a divulgação de produtos e serviços ajuda na venda, compra e crescimento de marcas. Para demonstrar por onde ela nos atinge, o artigo a seguir vai apresentar tópicos interessantes sobre quais os principais tipos de publicidade.

Principais tipos de publicidade
Conheça os variados tipos de publicidade existentes

Publicidade de produto

Para abrir nossos tópicos, temos uma das mais clássicas formas de publicidade: a de produto. Neste caso, a meta é promover e incentivar a compra do produto de uma determinada empresa. Para isso, a agência responsável precisa apresentá-lo ao seu consumidor de forma direta, mas com técnicas essenciais presentes em toda boa venda.

Publicidade de serviços

Além da venda de produtos, também é comum as publicidades relacionadas a serviços. Ou seja, ao invés de um anunciante promover produtos direcionados para nosso consumo diário, a estratégia aqui é a comercializar um serviço.

Como simples exemplos, em linhas gerais a publicidade de serviços é aquela que promove a presença de mercado de empresas como concessionárias de veículos, operadoras de telefonia, seguradoras e planos de saúde.

Publicidade Comparativa

Assim como nas campanhas chamadas “marketing de guerrilha”, a estratégia da publicidade comparativa é vender uma marca usando a técnica de comunicação que compara seu serviço ou produto diretamente a um concorrente.

Claro que, em primeiro lugar, é preciso definir se essa comunicação terá eficácia, visto que algumas campanhas nesse aspecto apenas ajudaram o concorrente a ganhar mercado. Como exemplos clássicos do nosso meio publicitário, temos os comerciais de um guaraná que ajudou a vender mais refrigerante de cola.

Publicidade de Promoção

Se o propósito é vender, nada melhor que uma publicidade de promoção para conquistar consumidores. Até porque a expectativa de oferecer algo com grandes descontos, ou até mesmo de forma gratuita, já garante um retorno emocional eficaz frente a uma ampla gama de classes sociais.

Além do mais, essa promoção pode ser divulgada pelos mais distintos meios de comunicação, como jornal, televisão, internet, revista e rádio.

Publicidade de Classificados

Uma das formas mais populares de se vender ou comprar bens e serviços são os classificados. Para isso, tais anúncios funcionam com textos simples e diretos, direcionados até mesmo para as mais diferentes seções. Como exemplos tradicionais, é comum abrir um jornal ou revista e encontrar formas de negócio como troca, venda, aluguel e até mesmo empréstimos pessoais.

Publicidade de Cooperativa

Para aquecer ainda mais a economia, entra em cena a publicidade cooperativa. Em conceito, ela é uma forma de parceria de negócio fechada entre quem fabrica determinado produto e seu revendedor.

Para essa publicidade ter mais eficiência, toda a comunicação dessa parceria tem seus custos divididos entre os dois interessados. Afinal, fabricante e varejista precisam aumentar as vendas.

Publicidade de internet

Depois do rádio e da televisão, a internet tem sido o grande veículo de vendas. Até porque ela oferece, num simples clique, o acesso a todo tipo de conteúdo. Seja por texto, imagens ou vídeo, a publicidade de internet tem contribuído para que inúmeras marcas consolidem seus produtos e serviços no mercado.

Afinal, essa forma de comunicação digital é apenas mais uma revolução na forma como as empresas de publicidade podem melhorar a relação com público. Isso porque o mundo virtual é uma loja com uma série de atrativos e está ao alcance de quase todo mundo, o dia todo e todos os dias do ano.

Ainda tem o fator da facilidade. Hoje em dia é possível para qualquer empresa e qualquer negócio anunciar no google e em tantas outras grandes mídias como Facebook, Taboola, Outbrain, etc.

Portanto, a publicidade na internet ajuda a diminuir a diferença entre empresas pequenas e gigantes, visto que, antigamente só as grandes marcas conseguiam o acesso ao grande público através de canais de TV como Globo, SBT, Record e Band. Porém, atualmente as grandes audiências que tem as plataformas como Youtube, Google, Tik Tok, por exemplo, são acessíveis a qualquer mini negócio.

Publicidade de Outdoor

Tipo de publicidade em Outdoor
propaganda e publicidade em Outdoor

Aqui, a questão é ver para crer. Afinal, a publicidade em outdoor tem como grande característica o impacto visual. Seja para causar curiosidade, a exemplo dos teasers, ou reforçar o lançamento de uma marca, produto ou serviço, essa mídia ainda tem muito a mostrar. Literalmente. Até porque eles podem estar fixados em diversos locais públicos e chamar a atenção de motoristas e pedestres.

Enfim, as vantagens do outdoor num planejamento de mídia são para todos os bolsos. Primeiro porque seu impacto já começa pelos seus vinte e sete metros quadrados de tamanho.

Além do mais, ele apresenta uma ótima fixação de conceito, visto que suas mensagens precisam ser simples para terem efeito. Outro ponto forte dessa mídia é a sua cobertura democrática e totalmente pública.

Ou seja, ele atinge a todos os tipos de consumidor, bem como todos os setores da sociedade. Finalizando, assim como a internet, uma campanha em outdoor tem uma exposição vinte e quatro por dia, limitando-se a durar apenas ao valor pago pelo seu período de veiculação.

Publicidade enganosa e abusiva

Investir na veiculação de um produto ou serviço só é permitido mediante uma série de avaliações e normas. Para proteger os consumidores, na linha de frente está o Conselho Nacional de Auto-regulamentação Publicitária, o CONAR. Entre suas amplas funções, podemos destacar a proibição de mensagens publicitárias que ponham em risco a segurança e a saúde dos consumidores.

Em suma, a publicidade abusiva e enganosa é classificada como a veiculação publicitária que tem como características a incitação à violência, toda e qualquer forma de discriminação, a exploração de crianças, a disseminação do medo e até mesmo a que menospreza os valores ambientais.

Por ser (infelizmente) comumente utilizada, nós colocamos essa publicidade na nossa lista dos 11 tipos principais, porém, é óbvio que não a recomendamos.

Publicidade para crianças

Classificada como publicidade infantil, ela também precisa seguir as normas de órgãos como Procon e CONAR. Até porque os recursos criativos publicitários podem ser dirigidos para a má-fé. Ou seja, visando apenas o lucro de anunciantes que veiculam mensagens para um público que ainda não tem opinião formada.

Afinal, crianças, e até mesmo adolescentes, podem ser ludibriados em campanhas que apresentam mais fantasia do que realidade.

Publicidade Legal

Conforme já citamos em artigo recente, a publicidade legal tem como definição o ato de dar conhecimento público e obrigatório a qualquer ato oficial. Nesse sentido, podemos afirmar que a publicidade legal é a divulgação de documentos públicos e privados, como relatórios, atas, editais, balanços. Ou seja, são comunicados oficiais que são empregados para garantir a transparência de entidades e órgãos da administração pública.

Conclusão sobre os tipos de publicidade

Vimos aqui os 11 principais tipos de publicidade e, portanto, os mais usados. Existem ainda muitas outras formas de fazer propaganda eficaz e com grande retorno para qualquer tipo de negócio.

Agora que você já sabe e entende um pouco mais sobre cada modalidade, é hora de colocar a “mão na massa” e dar um up na sua empresa, porém, sempre tomando cuidado para não fazer publicidade e propaganda ilegal e enganosa.