O que é publicidade enganosa?

Nem sempre uma propaganda criativa está de acordo com as normas do Conar, o Conselho Nacional de Auto-regulamentação Publicitária. Por isso, para ficar antenado com o que é publicidade enganosa, confira a seguir o que temos reservado para a sua leitura.

Como saber se é uma publicidade enganosa e abusiva?

Em síntese, toda propaganda enganosa é classificada como o crime que induz consumidores e clientes a comprar um produto ou serviço que, na prática, não tem o efeito desejado. Ou seja, mesmo que você se ache na posição de não ter entendido determinado anúncio, é possível provar que um anunciante ou empresa de comunicação possa ter agido de má fé.

O que é publicidade enganosa
Enganado por propaganda falsa

Publicidade enganosa – exemplos

Para melhorar sua proteção contra as propagandas enganosas, como exemplos famosos, confira quais marcas já anunciaram peças publicitárias ludibriosas. Seja de veículos que não são tão ecológicos assim a produtos que prometem dar asas a seres humanos, é sempre bom saber como evitar comprar o impossível.

  • Red Bull;
  • Nutella;
  • Coca-Cola;
  • Volkswagen;
  • Activia.

Publicidade enganosa CDC (Código de Defesa do Consumidor)

De acordo com pesquisas pelo Brasil, a veiculação de propagandas enganosas é uma das práticas abusivas que mais costumam frustrar consumidores. Até porque nem mesmo a pessoa mais desinformada gosta de ser enganada.

Ainda mais se essa forma de comunicação traz prejuízos financeiros. Em contrapartida, é preciso estar sempre atento a qualquer tipo de publicidade. Isso porque as propagandas enganosas sempre ganham uma roupagem mais moderna, por isso, temos o amparo do CDC (Código de Defesa do Consumidor) contra essa prática.

O que significa proteção contra publicidade enganosa e abusiva?

Com o intuito de minimizar e até impedir essa prática maliciosa, você tem ao seu alcance uma forma de ajudar a combater essa disseminação: o CDC, ou Código de Defesa do Consumidor. Ou seja, esse código é seu maior aliado direto para ter a proteção contra anunciantes sem-caráter.

Afinal, por meio de seus artigos, ele apresenta normas e regulamentos oficiais que têm a missão de denunciar e restringir qualquer mensagem publicitária que tenha a intenção de enganar você, que também é consumidor.

Publicidade enganosa é crime!

Para fechar nosso artigo e ajudar você a estar mais protegido, no caso de sentir-se lesado, procure desde os órgãos de proteção ao consumidor, como o Procon, até o Conar. Até porque esses atos tendem a ser subjetivos e precisam passar por futuras avaliações para que não ocorram mais e minem o terreno de quem tentar tirar proveito de consumidores desinformados.